Tangará da Serra

Escola técnica desenvolve projeto para coleta de lixo eletrônico

José Henrique Kautzman

O descarte de lixo eletrônico tem gerado preocupação nos últimos anos, sobretudo com o acelerado crescimento tecnológico. Em Tangará da Serra, o descarte de maneira correta pode ser realizado na Escola Técnica Estadual – SECITEC, localizada nas dependências Escola Estadual Jonas Lopes, no Jardim Goiás. O projeto “Seu lixo eletrônico tem endereço” é desenvolvido pelos alunos e professores do curso de Manutenção e Suporte em Informática (MSI).

O aluno do curso e integrante do projeto, Sergio Roberto Reichert, explica que o projeto é executado através de uma parceria com o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE), que cede um container para depósito dos resíduos. Os aparelhos recebidos são desmontados e os componentes que ainda funcionam são reaproveitados na montagem de novos equipamentos e computadores, que são doados para entidades assistenciais e públicas. O material descartado é encaminhado para outras empresas parceiras. “O objetivo é conscientizar a população, os órgãos e estabelecimentos dos setores públicos e privados sobre a importância social e ambiental do correto descarte dos resíduos eletrônicos”, acrescentou.

O gerente operacional do SAMAE, Hugo Leonardo, faz alerta quanto ao impacto ambiental que o lixo eletrônico pode causar. “Ao serem jogados no lixo comum, as substâncias químicas presentes nos componentes eletrônicos, como mercúrio, cádmio, arsênio,cobre, chumbo e alumínio, penetram no solo e nos lençóis freáticos contaminando plantas e animais por meio da água, podendo provocar a contaminação da população através da ingestão desses produtos”, destacou.

Desta forma, a conscientização da população, quanto ao correto descarte, é necessária para combater uma realidade que hoje é muito comum, como o caso do auxiliar administrativo Douglas Novodovoski: “Até então, como eu nunca vi nenhuma campanha de recolhimento de eletrônicos, eu quando precisei descartei no lixo comum. Dentre eles computadores velhos, impressoras, e outros”, pontuou.

Descarte – A Escola Técnica Estadual está localizada na rua São Paulo, bairro Jardim Goiás. O descarte do lixo eletrônico pode ser realizado durante o horário de funcionamento da escola. São aceitos computadores, notebooks, monitores, impressoras, centrais telefônicas, celulares, micro-ondas, e qualquer outro tipo de equipamento eletrônico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s