Greve

Servidores públicos estaduais devem parar a partir de terça-feira

A falta de acordo no pagamento da correção da inflação (11,27%) ou Revisão Geral Anual (RGA), para os mais de 100 mil servidores públicos estaduais de Mato Grosso, como garante a Constituição, pode deflagrar greve a partir da próxima terça-feira (24).

Por telefone, o Gabinete de Comunicação do estado informou que o governo respeita a cobrança dos funcionários, mas que neste momento pagar a recomposição comprometeria a quitação de salários, e por isto, em junho fará uma proposta ao Fórum Sindical, que representa os trabalhadores.

O diretor administrativo do campus da Unemat de Alto Araguaia, Rahner Rodrigues Esmério, explicou que a assembleia do Sintesmat (Sindicato dos Trabalhadores da Educação Superior do Estado de Mato Grosso), já foi realizada, e caso o governo não reconsidere ou faça uma proposta de pagamento, a categoria entrará em greve. “Diante do que estamos acompanhando pela imprensa e da ilegalidade do governo vamos para o embate, que é a greve”, conta.

O presidente da Adunemat (Sindicato dos Docentes da Unemat) subseção de Alto Araguaia, professor Danilo Persch, salientou que o resultado do debate realizado na terça-feira (17), dia de paralisação dos servidores no estado, foi importante para o fortalecimento da categoria. “Caso as negociações com o governo não avancem, optaremos pela greve”, adianta.

Procurada pela reportagem, Sônia Maria de Andrade, diretora da Escola Estadual Arlinda Pessoa Morbeck, disse que a informação de momento é que houve uma assembléia em Alto Araguaia, onde ficou definido o estado de greve. “Dia 23 acontece uma assembleia geral em Cuiabá, conforme o que for decidido às escolas estaduais do município entrarão em greve”, afirma.

Já o chefe da 7ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), Manoel de Araújo Nunes disse que a possibilidade de greve não foi discutida em Alto Araguaia. “Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) aguarda decisão do Sinetran, sindicato da categoria em Cuiabá”, conclui.

Por: Carlos André

Um pensamento sobre “Servidores públicos estaduais devem parar a partir de terça-feira

  1. Pingback: Ciclo de palestras oportuniza escrita intensa de textos e notícias | Jornalismo Unemat

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s